Relações Acorde/Escala

A maior parte da improvisação no jazz mainstream é baseada em progressões harmônicas. A progressão harmônica é uma sequência de acordes que harmoniza a melodia. Geralmente cada acorde dura um compasso; às vezes dois, às vezes só meio. Um fakebook mostra a cifra que representa cada acorde específico acima do ponto correspondente na melodia.

Ainda mais importante do que os próprios acordes, entretanto, são as escalas implícitas nesses acordes. Como improvisador, quando estiver tocando num acorde Ré Menor, cujo símbolo é Dm, você vai normalmente tocar linhas construídas com notas da escala do Ré Dórico. Essa seção documenta os vários acordes e as escalas associadas usadas no jazz. Presume-se que você tenha familiaridade com o nome das notas e sua localização.

Se seu objetivo é virar um músico de jazz, deve praticar linhas de improvisação baseadas em todas as escalas apresentadas aqui, e em todas os 12 tons. Ou você pode ficar com somente um tom por escala, mas deve ainda assim praticar improvisação sobre cada relação acorde/escala para melhor reconhecer os seus sons.


Se você encontrar algum erro, por favor nos avise, é bem fácil! Basta marcar o texto e pressionar Ctrl+Enter.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: