Acordes de Sétima Diatônicos

Excerto

Aprenda a identificar e tocar os acordes de sétima diatônicos. Cada escala maior e menor tem sete acordes de sétima diatônicos.

Assista à aula completa com animação em Flash ou leia a transcrição abaixo

As aulas de teoria musical foram produzidas em Flash, uma tecnologia que não funciona em celulares e em alguns tablets. Se em vez da aula aparecer abaixo uma tela em branco, você pode salvar o link desta página em seus favoritos e abri-la depois num computador desktop ou notebook. Se já estiver num computador, basta instalar e ativar o Flash no navegador. Bons estudos!

Transcrição

Além das tríades diatônicas, cada escala maior e menor tem sete acordes de sétima diatônicos.

No exemplo a seguir, veremos os acordes de sétima diatônicos da Escala de Dó Maior.

Primeiro, comece com as tríades diatônicas.

Depois, adicione uma terça genérica acima de cada tríade.

Por fim, analise os acordes de sétima resultantes.

O primeiro acorde é uma tríade maior e uma sétima maior. Logo, é um acorde de sétima maior.

O segundo acorde é uma tríade menor e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima menor.

O terceiro acorde é uma tríade menor com uma sétima menor. Logo, ele também é um acorde de sétima menor.

O quarto acorde é uma tríade maior e uma sétima maior. Logo, é um acorde de sétima maior.

O quinto acorde é uma tríade maior e uma sétima menor. Essa combinação cria um acorde de sétima da dominante.

O sexto acorde é uma tríade menor e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima menor.

O sétimo acorde é uma tríade diminuta e uma sétima menor. Logo, é um acorde meio-diminuto.

Por fim, o último acorde é o mesmo que o primeiro.

Agora, vamos analisar os acordes de sétima diatônicos da Escala de Dó Menor Natural.

O primeiro acorde é uma tríade menor e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima menor.

O segundo acorde é uma tríade diminuta e uma sétima menor. Logo, é um acorde meio-diminuto.

O terceiro acorde é uma tríade maior e uma sétima maior. Logo, é uma acorde de sétima maior.

O quarto acorde é uma tríade menor e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima menor.

O quinto acorde é uma tríade menor e uma sétima menor. Logo, também é um acorde de sétima menor.

O sexto acorde é uma tríade maior e uma sétima maior. Logo, é uma acorde de sétima maior.

O sétimo acorde é uma tríade maior e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima da dominante.

Novamente, o último acorde é o mesmo que o primeiro.

Por fim, vamos analisar os acordes de sétima diatônicos da Escala de Dó Menor Harmônica.

Como o primeiro acorde contém uma tríade menor e uma sétima maior, ele não se encaixa em nenhuma das categorias de acordes de sétima que aprendemos.

Como o terceiro acorde contém uma tríade aumentada, também não se encaixa. Esses dois acordes raramente são usados.

O quinto acorde agora contém uma tríade maior e uma sétima menor. Logo, é um acorde de sétima da dominante.

Por fim, o sétimo acorde contém uma tríade diminuta e uma sétima diminuta. Logo, é um acorde de sétima diminuta.

Vamos agora discutir os símbolos de análise para os acordes de sétima diatônicos.

Recorde-se dos símbolos das tríades maiores e menores diatônicas.

Simplesmente acrescentamos um pequeno sete acima à direita de cada numeral romano.

Se o acorde de sétima for meio-diminuto, um traço é colocado no meio do círculo.

Se você encontrar algum erro, por favor nos avise, é bem fácil! Basta marcar o texto e pressionar Ctrl+Enter.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: