Formando Acordes Napolitanos

Excerto

Um acorde napolitano é simplesmente uma tríade maior que é formada sobre uma nota especial.

Assista à aula completa com animação em Flash ou leia a transcrição abaixo

As aulas de teoria musical foram produzidas em Flash, uma tecnologia que não funciona em celulares e em alguns tablets. Se em vez da aula aparecer abaixo uma tela em branco, você pode salvar o link desta página em seus favoritos e abri-la depois num computador desktop ou notebook. Se já estiver num computador, basta instalar e ativar o Flash no navegador. Bons estudos!

Transcrição

Um acorde napolitano é simplesmente uma tríade maior que é formada sobre uma nota especial.

Essa nota é o segundo grau (a supertônica) rebaixado de uma escala maior ou menor.

Vamos formar o acorde napolitano para Dó Menor.

Primeiro, descubra o segundo grau da escala. Em Dó Menor, é o Ré.

Agora, vamos rebaixá-lo para Ré bemol.

Por fim, forme uma tríade maior. Isso resulta em Ré bemol, Fá e Lá bemol.

Logo, o acorde de Ré bemol maior é o napolitado de Dó Menor.

Agora, vamos tentar formar o napolitano de Mi Menor.

Novamente, precisamos achar o segundo grau da escala. Em Mi Menor, ele é o Fá sustenido.

Agora, rebaixe-o para Fá natural.

Por fim, forme uma tríade maior. Isso resulta em Fá, Lá e Dó.

Logo, o acorde maior de Fá é o napolitano de Mi Menor.

Como nosso exemplo final, vamos formar o napolitano de Lá bemol Maior.

Neste tom, o segundo grau da escala é o Si bemol.

Agora, rebaixe-o para Si dobrado bemol.

Por fim, forme uma tríade maior. Isso resulta em Si dobrado bemol, Ré bemol e Fá bemol.

Logo, o acorde maior de Si dobrado bemol é o napolitano de Lá bemol Maior.

Se você encontrar algum erro, por favor nos avise, é bem fácil! Basta marcar o texto e pressionar Ctrl+Enter.

Relatório de erros de ortografia

O texto a seguir será enviado para nossos editores: